Visão

O que vimos e ouvimos isto proclamamos, para que também possais ter comunhão conosco; e verdadeiramente a nossa comunhão é com o Pai e com seu filho Jesus Cristo – 1 Joao1.3

Buscamos viver em unidade de fé, e sermos semelhantes a cristo em todas as esferas da vida, buscando viver uma vida comum no sobrenatural.  “A grande ideia da vida cristã é coram Deo. Atos 2.42 vemos princípios importantes, e estes trazemos para nossa realidade de Vida.

  • Perseverando na doutrina dos apóstolos.
  • Comunhão
  • Partir do Pão
  • Orações

Como Base Missionaria, buscamos servir a Deus, servindo a comunidade ode Deus nos colocou, através de atos de justiça e missões vamos manifestando o Reino de Deus.

Em Romanos 10.14 Aprendemos e aplicamos.

14 – Como então eles invocarão aquele em quem não creram? E como eles crerão naquele de quem não ouviram? E como eles ouvirão, se não há quem pregue?

15 – E como eles pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que pregam o evangelho de paz, dos que trazem boas notícias de boas coisas! 

Jesus nos deu a missão de fazer seu nome conhecido nesta terra (Mateus 28:19). Assim sendo, Conhecer a Deus, e fazê-lo conhecido deve estar presente na vida de cada cristão. É isso que defendemos como base e princípio.

Missão

Assim sendo, Conhecer a Deus, e fazê-lo conhecido deve estar presente na vida de cada cristão. É isso que defendemos como base e princípio.

DECLARAÇÃO DE ESTRATÉGIA DA MISSÃO

Reconhecendo que Cristo estabeleceu os dons ministeriais na Igreja (Efésios 4:11-16) para possibilitar o cumprimento da missão de alcançar o perdido e levá-lo a um processo de discipulado, até que alcance a maturidade espiritual, evidenciada no caráter e no serviço cristão; compelidos pela Grande Comissão, e confiando na habilidade do Espírito Santo, estabelecemos, pelo Seu poder, em nome de Jesus, praticar o discipulado em todas as suas implicações, como segue:

  1. Evangelizar todas as classes de descrentes;
  2. Libertar os oprimidos do diabo;
  3. Curar as enfermidades físicas, emocionais e espirituais;
  4. Integrar os convertidos na vida da Igreja;
  5. Ensinar todo o conselho de Deus;
  6. Treinar (equipar) os discípulos para exercerem a obra do ministério;
  7. Enviar os discípulos a reproduzirem a missão.

Para tanto, desenvolveremos uma estrutura de Igreja local, baseada em quatro pilares estruturais:

Evangelização, através dos Grupos Celulares, das Celebrações da Igreja e Eventos de Colheita, mídia, assistência social e todos os meios legítimos.

Consolidação, através de um plano criterioso de cuidado ao novo crente, usando o consolidador, a célula e os Encontros.

Treinamento, através de uma estrutura de escolas tocando diferentes aspectos da vida cristã e ministério;

Envio, através de líderes de células, de grupos de líderes e ministros posicionados de acordo com os dons ministeriais dados por Deus.